Viajar para hotéis x alugar casas

Este ano eu experimentei viajar no esquema de alugar casas. A primeira experiência foi uma casa na Serra no RJ para abrigar nossa família e outros 6 casais. Contratamos uma pessoa para cozinhar e deu tudo muito certo. A segunda casa eu aluguei somente para um fim de semana prolongado e  esta experiência não foi tão boa porque choveu o tempo todo e eu achei a casa com  um acesso um pouco complicado. 

Ainda não sou expert no assunto, mas destaquei algumas vantagens x desvantagens para viajar alugando casas.

Vantagens

  • Mais espaço (principalmente para quem viaja com crianças). Caso chova você não fica trancada em 1 quarto
  • Estrutura para pequenos lanches ou um jantar rápido, o que economiza no final  do orçamento da viagem, pois comer fora está muito caro (aqui e no exterior)
  • Horário de check in e check out- normalmente este horário é mais flexível em casas o que te faz ganhar muito tempo na viagem. 

Desvantagens

  • Dependendo  da casa que vc alugue tem que levar roupas de cama e banho.  E isso aumenta muito a complexidade de arrumar/ desarrumar as malas.
  • Arrumação da casa

Eu geralmente estou optando alugar casas para viagens com amigos, onde é possível rachar uma casa de alto luxo com serviços ou para viagens com um tempo mais longo e que não tenha outros trajetos. Para fins de semana ou feriados prolongados ainda acho melhor ficar em hotéis/ pousadas.

E vocês o que andam pensando sobre o assunto?

Passeios locais no RJ (dicas econômicas de passeios)

As vezes falta imaginação de programas que interessem as crianças e sabemos como fica caro uma ida ao shopping, por isso, evito entrar no templo do consumo todos os fins de semana. Prefiro levá-la a parques, teatros, museus, praia e cinema. Como moramos no Rio de Janeiro somos abençoados com programas (quase gratuitos). Passeios que gostamos de fazer:

1) Piquenique: Este programa anda em alta e aqui temos muitas opções que são ótimas para crianças: Lagoa, Jardim Botânico, Quinta da Boa Vista, Floresta da Tijcuca, Bosque da Barra e etc. Se na sua cidade não tem tantas opções, faça um piquenique no quintal mesmo tenho certeza que seu filho vai adorar passar este momento com você.

2) Museus: Sim, crianças gostam de museus! Para que elas adquiram este hábito você deve levá-las para conhecê-los. Aqui no RJ temos muitos museus interessantes para crianças. Podemos destacar:

  • Museu Histórico Nacional
  • Museu de Astronomia
  • Museu de Belas Artes
  • CCBB (sempre tem evento voltado para crianças)
  • MAR - Museu de Arte do Rio ( o caçula da cidade)
  • Oi Futuro

Procure na sua cidade um Museu e faça este programa com seu filho. Te garanto que ele vai gostar muito!!

3) Praias, piscinas e cachoeiras: crianças adoram brincar na água e nós também. Nos dias mais quentes programe passar um dia brincando na água, castelinho de areia e muito mais. Você pode levar frutas, sanduíches e sacolés feitos em casa. Obs: Existem uns bonés/ roupas que tem filtro solar que aumenta a proteção do seu filho. É claro, além de usar o filtro e reaplicar a cada 1 hora.

Estas dicas são simples e cada família pode adequar a sua realidade (física e econômica).

8 dicas para viajar de carro com os pequenos

Algumas mães me escreveram pedindo para dar dicas para viagens de carro. Nunca fiz uma viagem de longa distância de carro. Acho que o mais distante que fiquei no carro em uma viagem foi 4 horas.

# 1 - Leve uma garrafa de água. Geralmente eu levo uma garrafa congelada e outra natural e misturo as duas. Mantenho as 2 com gelo industrializado.

# 2 - Lanchinhos leves (frutas, biscoitos e sanduíche)

# 3 - Faço uma parada a cada 1 hora (ou quando solicitado). Planejo as paradas em locais de boa reputação. Aqui na região sudeste indico o Queijão.

# 5 - Chip pré-pago de outra operadora: Todo mundo sabe que a cobertura das operadoras de celular não cobrem toda a área. Eu tenho um segundo chip para reduzir a probabilidade de ficar sem cobertura. Vale lembrar que este chip deve ter algum crédito (rs).

# 6 - Leve um DVD portátil e muitos filmes que seu filho goste (mesmo que você acha que só vai rolar Frozen). Nunca se sabe quando eles estão com vontade de fazer um flashback.

# 7 Assento sanitário: Eu sempre tenho na bolsa 2 ou 3 caixinhas que tenham assentos sanitários de plástico. Isso evita de tentar forrar o vaso com papel higiênico.

# 8 - Música de boa qualidade: Cada família é de um jeito, mas optamos por ouvir as músicas normais que gostamos (rock, pop e etc). De vez em quando nos deparamos com a Ester pedindo para aumentar o volume em um rock que ela gosta.

Aumente o som e boa viagem!!

6 ítens importantes para viagem de avião com os pequenos

Para viajar com crianças de avião, você deve ter um jogo de cintura muito grande para distrair a criança durante o translado (principalmente se o vôo for nacional, por ter menos recursos). Segue algumas dicas da mãe "quase veterena" e suas amigas:

# 1: Passa tempo: As crianças ficam muito agitadas em aeroportos. Para evitar estresse principalmente em vôos internacionais que o tempo de espera é longo, leve um livro de pintura e giz de cera (grosso) ou lápis de cor e um livro de história. Isso fará o tempo voar.

Nesta viagem, o livro de pintura acabou antes do tempo e Ester queria de qualquer jeito comprar um livro em alemão. A solução foi comprar no museu em Viena um livro de adesivos das princesas. Custou € 7,90 e trouxe muita paz ao ambiente familiar (rs).

# 2: Brinquedo: Evite levar brinquedos com muitas peças pequenas, pois pode perder na viagem e causar sérios aborrecimentos. Eu geralmente opto por comprar brinquedos (pequenas lembranças durante a viagem). 

# 3: Seguro Viagem: Recomendo fazer um seguro ao viajar (principalmente em roteiros internacionais). Graças a Deus nunca precisei utilizar, mas como diz o velho ditado seguro morreu de velho.

# 4: Leve um lanchinho na bolsa: as companhias aéreas não fornecem mais lanches. Só dão amendoim e balas. Tenha em mão uma fruta, suco de caixinha e água (os lanches nos aeroportos costumam ser caros e pouco saudáveis).

# 5 Assento sanitário: Eu sempre tenho na bolsa 2 ou 3 caixinhas que tenham assentos sanitários de plástico. Isso evita de tentar forrar o vaso com papel higienico (principalmente em banheiros nos aeroportos).

# 6: Despacho das malas: Leve na sua mala de mão uma peça de roupa de sua criança, sua e de seu acompanhante. Em caso de extravios você tem um fôlego para comprar roupas e resolver o ocorrido.

Dica 1: Se os pais não estiverem viajando juntos, será necessário uma procuração (registrada em cartório) do responsável ausente. Isso vale também para tirar o passaporte da criança. 

Dica 2: Faça o check in com 24 horas de antecedência. Se você não fizer o check in com antecedência elas podem te transferir para outro dia e atrapalhar a sua programação. Se for fazer conexão, o checkin deve ser feito nos 2 trechos.

Xô mosquito

Aqui em casa todo mundo é muito alérgico a mosquito e por isso, acho que vale compartilhar uma dica muito legal que aprendi com uma amiga da creche da minha filha. Ela comprou na farmácia Venâncio (não sei se vende em outras farmácias) uma pulseira que você pode usar na sua criança. Desta forma você foge do contato direto com o repelente, pois no meu caso esta dica foi bem útil, pois sou alérgica ao repelente. Também tem aquela espiral verde que antigamente tinha um cheiro horrível, mas que eles melhoraram a fórmula e agora não tem o odor insuportável e é muito eficiente contra os mosquitos.

Espero que esta dica tenha sido útil.

 

Dicas úteis para locais de praia

Gostaria de compartilhar com vocês algumas dicas simples que podem ser utéis em viagens para locais de praia.

#1 Chapéus com proteção solar: sou muito preocupada com esta questão de proteção solar, pois tive uma queimadura muito séria quando criança devido a exposição do sol em horário inadequado. Antigamente não existiam estes recursos e fiquei 1 semana com o rosto e as costas com bolhas. Minha dermatologista indicou um chapéu da UV line (deve existir outras marcas) que já vem com proteção solar. Isso complementa a proteção do filtro, trazendo uma proteção quase de 100 fps. Esta loja também vendo roupas e saídas de praia. Você encontra bonés de R$ 30 a 200,00. Você também pode comprar online pelo www.uvline.com.br. 

#2 filtro solar: Hoje em dia o uso do filtro solar está bem difundido, mas o que percebo é que muitas vezes o mesmo é utilizado com um fator inadequado ou não reaplicado na periodicidade correta a cada 1 hora. 

#3 lanchinho de praia: Levo sempre água, fruta, sanduíche e biscoito. Na praia compro o picolé. Vale ter na bolsa um pacote de lenço umedecido para limpar a mão e a boca após o picolé. Deixo na bolsa de praia alguns copos plásticos e outros descartáveis para emergências. Além de talheres (garfo, colher e faca).

# 4 Tradicional baldinho (extra): Tenho sempre na mala do carro um baldinho com umas pazinhas, pois geralmente as crianças fazem amiguinhos em praias e vale ter um kit extra para não ter confusão.

#5 Repelente: Em região de praia os mosquitos fazem a festa, por isso, vale a pena ter sempre um repelente a mão ou utilizar a pulseira anti mosquito (vende na farmácio Venâncio ou em grandes redes).

#6 Pulseira com identificação: Com as praias lotadas no verão, vale colocar uma pulseira de identificação caso ocorra (Deus nos livre) da criança se perder em meio a multidão. Outra coisa importante é usar chapéu com cor que chame atenção onde você poderá identificar a criança de longe. Nesta pulseira vale incluir: nome da criança, algum tipo de alergia, seu nome e telefone.

Que estas dicas simples possam te ajudar na diversão em família.

Dicas úteis para locais frios ou neve

Gostaria de compartilhar com vocês algumas dicas simples que podem ser utéis em viagens para locais frios ou neve:

#1 filtro solar: Geralmente pensamos em levar o filtro para local de praia, mas ele é esquecido quando vamos a uma estação de esqui (por exemplo). Na primeira vez que fizemos uma viagem para neve não sabia que tinha que usar filtro solar. Resumo da ópera voltei da estação toda vermelha. Quando cheguei no hotel passei água termal para aliviar o incômodo com as queimaduras. Lição aprendida! No outro dia fui devidamente protegida e com filtro na bolsa para reaplicar.

#2 roupas térmicas: Compramos na Decatlon roupas térmicas que realmente deu muito certo, pois apesar das baixas temperaturas (7 graus), não sentimos frio. As blusas custaram em média R$ 50,00. Fiz a compra online e a entrega chegou em 3 dias. Na loja especializada em roupas de frio estavam cobrando R$ 120,00 (cada uma). Só não encontrei variadades de cores (fica muito limitado a preto e branco).

# 3 Casacos na Aliexpress: Comprei os casacos da Ester na Aliexpress (www.aliexpress.com), pois não achei aqui no Brasil casacos que suportassem o frio mais intenso que tivesse um bom design aliado a um preço justo. Cada casaco custou U$ 30,00 + frete de U$ 3,00. Me arrependi de não ter comprado outros modelos.

Dica: Confira a reputação do vendedor e compre com muita antecedência, pois se não gostar dá tempo de comprar com outro fornecedor. 

#4 Acessórios: Leve meia calça, cachecol, luvas (se der compre lá fora também), as luvas daqui não são preparadas para frio de verdade. Eu não comprei na Aliexpress, pois já tínhamos comprado na última viagem aos Lagos Andinos.

#5 Vitamina C e farmacinha: 15 dias antes de viajar começo a tomar vitamina C. Isso me prepara para aguentar a mudança brusca de temperatura. Na farmacinha levo sempre resfenol (comprimido e chá), lenço de papel para eventualidades, band aid, anti térmico, anti histâminico, antiácido e os remédios que você utiliza com mais frequência. Vale ressaltar que você deverá ter uma receita com o nome dos componentes para que você possa dar a entrada legal no país. Nunca me cobraram a receita, mas vai que...

#6 Chaleira elétrica: Na Europa é comum ter no quarto uma chaleira elétrica para aquecer a água, mas na América do Sul não tem esta prática. Se você gostar de um chá ou café durante o dia, vale a pena levar a chaleira e alguns sachês de chá, café (não esqueça do açúcar ou adoçante).

#7 Kit de descartáveis: Tem hotéis que não deixam colheres ou facas nos quartos e algumas vezes precisamos destes utensílios e precisamos ficar pedindo na recepção eu deixei um kit com algumas colheres plásticas e facas para emergências. Já deixo na mala, pois na correria eu acabo esquecendo.

#8 Secador: Se você desconfiar que o hotel não vai ter secador, leve o seu. Cheque antes se não terá diferença na rede elétrica. Sair com cabelo molhado na chuva pode ser fatal para pegar um resfriado e prejudicar o passeio em família.

#9 Capas de chuva: Embora o objetivo da viagem seja curtir a neve ninguém quer ficar todo molhado, por isso, recomendo o uso da capa, pois ela traz uma proteção em quase toda a roupa e deixa a mão livre para aproveitar melhor o passeio.

#10 Mochila: Leve uma mochila com os principais ítens do dia (mapas, celulares, capa de chuva, máquina fotográfica, água e alguma coisa para beliscar).

Espero que estas dicas possam ser úteis para curtir o friozinho devidamente protegidos. 

Selfie familiar

Temos muito poucas fotos de nossa família, pois evito incomodar os demais visitantes. Os meus colegas aqui do trabalho compraram uma tal  de vara mágica, onde você podia tirar fotos tipo "selfie" sem incomodar ninguém...

Não pensei 2 vezes fui no beco de  tecnologia e voltei feliz da vida  com minha vara  cor de rosa e ainda comprei o controle remoto para tirar fotos a distância. Quando cheguei no trabalho configurei o bluetooth do meu celular e agora não temos mais desculpas de não ter foto dos 3 nas viagens... Hoje em dia só tenho fotos tirada pelo fotógrafo nas festas de aniversário (rs).

Por incrível que possa parecer, este equipamento ainda é novidade na Europa, sendo mais utilizado pelos jovens asiáticos. O objeto ainda é proibido nos museus. Ele também não é muito prático para utilizar, pois existe um certo tempo para organizar o tripé (o que nem sempre é possível com crianças). Mesmo com algumas restrições esta viagem foi recorde de foto em família.