Primeiras impressões de Londres

Londres é uma cidade organizada, com um farto e integrado transporte público e muitas opções de lazer com crianças e sem dúvidas foi a cidade que a Ester mais curtiu. Não é a toa que toda a Europa vai curtir as férias escolares em Londres e em função disso tudo é muito cheio e tem que ter paciência com as filas. A cidade é literalmente um caldeirão cultural.
 
Eu hesitei incluir este destino nos meus roteiros por pensar que seria inviável viajar em LIBRAS com toda a família. Para minha grata surpresa a cidade é repleta de passeios e muitos deles são gratuitos.
  • Periodo de estadia: 01/08 a 14/08/16
  • Temperatura: Mín 17 graus e máx 24 graus (verão Londrino ou inverno carioca)
  • Hotel: Park Hotel (a localização é ótima, mas não recomendo este hotel)
  • Transporte: Utilizamos o metrô em quase toda a viagem e ônibus. Você terá que comprar um cartão (Oyster) para transitar na cidade, mas como este assunto geram muitas dúvidas vou criar um capítulo dedicado a este assunto.
  • O que mudaria na viagem? Compraria todos os ingressos do Brasil. Deixei o ticket do Harry Potter para comprar no local e os ingressos estavam todos lotados. Além disso teria feito a reserva do Sky Garden.
  • População: O londrino deixa todos a vontade. Você pode estar fazendo a maior besteira do mundo que ninguém tenta dar um palpite. Destaque para as crianças que são muito receptivas e convidam para brincar no parque. Adorei vê-las correndo e brincando e raramente via uma criança viciada em celular. Infelizmente isso não acontece com a minha filha...
  • Culinária: Este era o ponto que mais me preocupava na viagem, pois Ester estava com restrição alimentar e ela já fica naturalmente mais seletiva quando estamos viajando. Para minha grata surpresa Londres foi a melhor cidade neste quesito. Farei um capítulo especial para falar deste assunto.
  • Ítem que amou ter levado na mala: minha toalha de piquenique e saca rolhas
  • O que sentiu falta? Biquine e capas de chuva e guarda chuva (só peguei 1 dia de chuva, mas este ítem fez uma falta!).

Para facilitar a leitura vou separar os passeios de acordo com a Estação do Metrô, pois desta forma você pode organizar a sua viagem de acordo com sua disponibilidade de tempo e gostos pessoais.

Nós temos uma amiga que mora em Londres há muito tempo e ela foi nosso "Anjo da Guarda" em Londres. Nos dava instruções pelo zap e passeava conosco nos seus dias de folga. Ester ficou um chicletinho com ela e prometeu que ia morar com ela em Londres  e que ela ia só voltar para o Brasil para buscar a Chery e depois ia se mudar para a casa dela (OMG).Chocado

  • Hyde Park

  • Madame Tussaud

  • London Eye

Meios de transportes

Como estava hospedada na área 1 nós adquirimos um "Oyster Card" e optamos pelo método de pagamento "as pay as you go". Ele custou 5 libras por cartão e recarregávamos a medida que o cartão era consumido. A boa notícia é que crianças até 10 anos não pagam transporte público em Londres e você ainda pode pedir restituição deste valor do cartão no final da viagem, basta ir a uma estão de Metrô e utilizar a máquina com a opção "Oyster refund".

Achei a cidade incrivelmente fácil para utilizar transporte púbico tanto de ônibus quanto de metrô. Na primeira semana utilizamos mais o ônibus para conhecer melhor a cidade no ônibus duplo deck, mas depois optamos pelo metrô pela praticidade. Um fato curioso foi que o ônibus pode eventualmente mudar a rota no meio do caminho (não tentem entender o motivo), mas simplesmente no meio da viagem o motorista anuncia que o ônibus não irá mais para a estação X e sim para a Y e que os passageiros deverão mudar de ônibus. A nossa sorte foi que nossa amiga que mora em Londres havia comentado deste procedimento bizarro é que nós deveríamos pedir o ticket de transferência (válido por 1h). Desta forma, você não precisa debitar novamente o cartão. Isso aconteceu 2 vezes na mesma viagem e depois disso começamos a utilizar mais o metrô.

Recomendo a leitura deste link abaixo do blog "Londres para principiantes", pois você terá uma explicação detalhada sobre todo o sistems de transporte (App, linhas do metrô e etc).

https://www.londresparaprincipiantes.com/category/transporte/

Alimentação

Como já dito anteriormente este era o tema que mais me preocupava em Londres, pois descobrimos 20 dias antes da viagem que nossa filha estava com colesterol alto e não podia comer vários tipos de alimentos. Como ela fica muito seletiva em viagem eu deixava ela mais a vontade para comer ítens que naturalmente não comemos muito no Brasil, mas desta vez eu não poderia recorrer a estes artifícios.

Para minha grata surpresa eu tinha muitas opções saudáveis espalhadas em todos os cantos da cidade. Eu fiz várias refeições na Pret a Manger (um restaurante que utiliza alimentos orgânicos). Tem um literalmente a cada esquina. Lá achei: água de côco, acaí e pasmem mingau de aveia (vendidos em copos térmicos bem quentinhos). Além do meu pão preferido (raise in pain). Se quiser economizar alguns pounds utilize a opção 'take away".

Outro restaurante que amei foi de comida Otomana que tinha perto do hotel (kazan) que tinha várias opções de frango acompanhado de salada e arroz turco. Tinha outras opções de acompanhamento, mas como ela não podia comer chips nós também optamos por não solicitar este tipo de acompanhamento. Utilizamos também muitos restaurantes italianos que tinha a opção "bambine" com opções bem convidativas.

Quem estiver com saudades de casa tem alguns restaurantes brasileiros (Preto e Gaúcho). Nós jantamos um dia por acaso no Preto que é uma opção para rodízio de carne. Eles cobram um preço diferenciado para crianças também (5 libras crianças e 20 libras por adultos). Quem estiver com saudade do tempero brasileiro sabe onde encontrar.

Eu não consegui ir ao Sky Garden, mas recomendo fortemente que reserve um dia para fazer o passeio gratuito e aproveitar para almoçar em um dos restaurantes ou simplesmente curtir a vista de Londres de um outro ângulo. Para fazer a reseva utilize este link abaixo:

https://skygarden.london/booking

Londres foi uma grata surpresa neste quesito. E ai? Ficou animada para fazer esta viagem com sua família? Te garanto que vai amar!

Primeira Estação: Westminster

Esta é a estação mais quente de Londres, pois reúne a maior quantidade de atrações por metro quadrado (rs). Eu comprei os ingressos antecipados no Brasil, mas você pode adquirir os tickets diretamente na bilheteria. O ideal é comprar todos juntos, pois você tem um belo desconto. No nosso ticket o passeio deveria ser trocado na bilheteria do Madame Tussaud que fica em outra estação, mas a ansiedade era tanta que não atentamos para este detalhe e fomos direto para esta estação. Depois de enfrentar uma looongaaa fila descobrimos que estávamos no lugar errado. Fomos para o Madame Tussaud (MT) e a London Eye acabou ficando para o dia seguinte.

Nesta estação, você ainda pode ver o Parlamento Square, a torre do Big Ben e tirar ótimas fotos de Londres. Se você quiser almoçar neste local, recomendo ir uma rua após onde encontram-se as atrações, pois no local das atrações só vendem lanches (Mc Donalds, Pret e outros). Eu fui em um restaurante Italiano e curti muito!!

  • London Eye: Depois da troca do voucher no MT e enfrentei a fila para andar na roda gigante mais charmosa da Europa. Apesar da fila ser longa ela é relativamente rápida. Fizemos o passeio por volta do 12h e o céu estava com um azul lindo (bem diferente da chuva que peguei nos dias anteriores). Ester amou o passeio e tirou ótimas fotos. Esta ai que está ao lado foi obra dela.
  • Shrek Adventure: Para este passeio você deverá enfrentar uma fila para programar o horário do seu show e voltar no horário programado. O show inteiro deve levar algo em torno de 45 minutos a 1 hora. Este passeio excedeu muito as minhas expectativas, mas vale 2 recomendações:
    1. se seu filho tem medo de escuro ou é muito pequeno este passeio não é recomendado.
    2. se a família não entender nada em inglês vão ficar meio perdido nas piadas. Apesar dos artistas falarem bem lentamente e com muita expressão corporal de vez em quando nós tínhamos que explicar algumas coisas para ela. Não precisa ser nenhum expert em inglês, ok? Só precisa ter uma pequena noção.

      Dica adicional: No final eles vendem um livro lindo por 25 libras. Prepare o sorriso nas fotos caso queira levar o livro para casa.

  • Sea World: este aquário é muito lindo. Ester curtiu tanto que não queria parar para tirar fotos. Curtiu em detalhes todos os peixes e tubarões. Aprendeu sobre as espécies e vibrava cada vez que o tubarão nadava bem pertinho de nós. Estou louca para termos um Aquário aqui no RJ também.

Para curtir com tranquilidade recomendo separar 2 dias para estas atrações. Se tiver pouco tempo em Londres dá para forçar a barra e curtir tudo no mesmo dia.

Estação dos Museus

Nesta estação você encontrará 3 dos principais Museus que são os mais atrativos para as crianças. A boa notícia é que eles possuem entrada gratuita. Recomenda-se fazer uma doação de 5 Libras.

  • Victoria e Albert (V&A): este museu é enorme e possui obras clássicas (pintura, escultura e etc). Lá tem um jardim belíssimo que é ótimo para renovar as energias. Se tiver pouco tempo em Londres e se tiver acompanhado dos pequenos recomendo um passeio rápido. Concentre as energias para o Museu de História Natural e Science Museum que atraem mais as crianças.
  • Science Museum: Este museu não é muito grande, mas possui muitas atividades interativas para crianças. Passamos uma tarde lá. Ele fica logo atrás do Museu de História Natural. Lá também possui espaço para você fazer o seu lanche.
  • Museu de História Natural (MHN): Nós já tínhamos conhecido outros Museus de História Natural, mas sem dúvida o de Londres foi o mais impressionante (até agora rs). Destaque para o simulador de terremoto (Earthquake), viagem ao centro da terra e o robô dinossauro.

Dicas:

  1. O MHN abre às 10h, mas recomendo chegar às 9h, pois quando fui no primeiro dia a fila de espera estava em média de 4 horas e como estava chovendo preferi ir para o V&A e Science Museum.
  2. O museu dispõe de uma área de piqueniques caso você queira levar o seu lanche. Também tem restaraurantes e lojas com bons preços.
  3. Prefira começar o passeio pela área dos dinossauros que é mais interessante e fica mais disputada a partir do 12h.

Recomendo separar 2 dias caso queira ver os 3 museus.

Tower Hill: Tower Brigde

Este passeio foi recomendado pela minha amiga e não estava na minha lista original (rs). Trata-se de um passeio a uma ponte centenária, onde tem uma passarela de vidro onde você pode flutuar literalmente sobre Londres (claro que dá um medo danado, mas foi possível superar!). Ester ao contrário deitou no vidro e ficou tirando divertidas selfies fingindo cara de assustada.

Como é um passeio bem rápido (em torno de 1 hora), você pode aproveitar e dar um passeio aos arredores da torre. É um local repleto de turistas e londrinos curtindo suas pints (copo gigantesco de cerveja) a beira do Tâmisa. Nada mal, né?

Recomendo reservar a visita ao Sky garden no mesmo dia que for a Tower Brigde, pois é relativamente perto. Outra opção seria ir ao Tate Modern (uma galeria de arte Moderna) caso goste deste tipo de passeio.

Estação dos Parques (Hyde Park e Kensington Gardens)

Estes parques ficavam mais perto do hotel e resolvemos ir a pé. No caminho compramos os ítens do piquenique em um mercadinho. Lá já vendia a fruta cortada e higienizada por 1 pound cada potinho. Além dos sanduiches e outras guloseimas para curtir o verão londrino. Eu levei a minha toalha de piquenique, pois me assumi como farofeira profissional (hábito que herdei da minha mãe que apesar de me irritar muito na infância passei a adotar depois que virei mãe). Caso não queira levar nada você poderá sentar em uma das cadeiras de aluguel (1,60 a cada hora).

Atrações do Hyde Park:

  • Memorial da princessa Diana: lá tem uma espécie de corredeira onde as crianças podem se refrescar. Como eu não levei o biquine Ester curtiu de roupa mesmo e tinham várias crianças de roupas, calcinhas, peladas e etc. Não me senti julgada por ter esquecido nada. Sem dúvida este local foi onde Ester mais curtiu.
  • Alugar bicicletas: se seu filho já souber andar de bicicleta com segurança acho uma ótima pedida alugar as bicicletas do Santander.
  • Andar de patins: Se seu filho gostar de andar de patins, recomendo levar na mala. Não vi ninguém alugando por lá tal como existe aqui na Lagoa do RJ. Pode ser que tenha e eu não tenha visto, ok?
  • Andar de caique
  • Dar ração aos patos (por favor não os alimente com pães)
  • Fazer nada deitado na grama: nossa opção (rs, rs)

Kensington Gardens: Assim que caminhar todo o Hyde Park você irá atravessar a rua e já entrar em outro parque igualmente gratuito. Lá dá para curtir as mesmas atrações acima com destaque para os monumentos no Park (Albert Hall Museum, serpentine entre outras coisas).

Voltar para o hotel radiante por ter escolhido Londres para passar suas férias...

 

Estação de Westminster: Palácio de Buckigham e Green Park

Nós demoramos um pouco para conhecer o tão famoso Backigham Palace. Tinha tanta coisa para fazer que simplesmente nos esquecemos (rs). Fomos abordados por uma família de turistas perguntando sobre a direção do palácio foi que nos demos conta que tínhamos esquecido de ir visitar.

Tiramos fotos em frente ao Palácio, mas já estava fechado para visitas. Eu não tinha a intenção de visitá-lo, mas quem quiser ir custa 50 libras por pessoa. Não observei se tinha ticket familiar. Em frente ao castelo tem um jardim muito lindo e umas estátuas para tirar fotos. Ester não teve dúvidas que ela deveria se pendurar para tirar uma linda foto. Como todos estavam fazendo e não tinha nenhuma placa restringindo deixei-a a vontade.

Depois optamos por visitar o Green Park que rende um belo passeio.

North Greenwich: Cable car Emirates

Como Ester amou a experiência da London Eye resolvemos levá-la  em outro Teleférico  nos arredores de Londres. Basta pegar o Metrô e descer em North Greenwich. Assim que você desce do metrô você verá uma cabine que vende os ingressos. Você poderá comprar (ida  ou ida e volta). Este foi o primeiro passeio que fizemos que não tinha  fila (rs), mas nem por isso deixou nada a desejar. O visual é  muito lindo e  ainda tem um stand da Emirates onde a criança poderá fazer a simulação do vôo e todas as experiências como se trabalhassem em uma companhia aérea. 

Além disso tinha o centro do O2 com cinemas e restaurantes. Nós fomos no Frankie & Benny´s para  Ester experimentar o "fish and chips" (uma exceção na dieta).

Se você se interessar por este  passeio uma  manhã é o suficiente.

Baker Street: Madame Tussaud e Museu do Sherlok Holmes

Descemos  na Estção Baker Streek para curtir o famoso Museu de Cera "Madame Tussaud" que existe há mais de 130 anos no mesmo endereço. Para variar tinha uma fila enorme para entrar no museu com espera média de 1h. O museu é enorme  e é  divido de acordo com  os temas: esporte,  artes,  música,  personalidades, religião e etc.  Além disso, tem algumas apresentações e cinema 4D. Não percam!! Ficamos umas 5 horas dentro do local e saímos mortes de fome (rs).

Na mesma estação do metrô você  poderá encontrar o Museu do Sherlock que fica localizado no suposto endereço do detetive mais famoso do mundo localizado na 221B Baker Street. Lá você  poderá conhecer algumas  cenas dos suas histórias mais famosas. O museu é bem pequeno, mas deu vontade de ler uma de suas histórias.

Se você tiver fôlego  para fazer os 2  passeios no  mesmo dia será necessário acordar bem cedo para dar tempo de fazer as 2 atrações.

Piccadilly Circus e Convent Garden

Descemos em Piccadilly Circus para ver o letreiro luminoso à noite e circular um pouco por Londres. Foi maravilhoso ver onde foi pano de fundo para  transmitir a mensagem do personagem de V de Vingança.  Depois caminhamos para o Convent Garden para  conhecer os locais onde são apresentados as famosas óperas e espetáculos, tais  como: fábrica de chocolate, Harry Potter entre outros).

Neste local  tem vários restaurantes e apresentação de artistas de rua. Para nos despedirmos de Londres em grande estilo meu marido foi escolhido para assistente de palco (rs). 

Este vídeo no entanto  não  será divulgado (rs).